quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Minha vida Doriana

No Orkut, participo da comunidade de Piedade e vendo as noticias sobre a enchente do Rio de Janeiro me lembrei de um topico e especificamente de um comentario, este aqui (para ler o topico, tem que participar da comunidade, assim, voces aproveitam e conhecem minha cidade) do Zé e fiquei pensando... será que ele já viajou para o exterior ou será que é daqueles que ficam no barzinho da esquina, no fim de semana, bebendo cerveja com os amigos, falando de futebol e mulher? Eu não o conheço, não o estou julgando e pelo que vi no seu perfil e comunidades, gosta muito de livros. Já morei no Japão por anos e já passei pelos EUA, Suiça, França e Emirados, foram passagens rapidas, foram apenas algumas horas e não saí do aeroporto, mas pela janela do aeroporto pude perceber que esses lugares tem em comum - exceto os EUA - a limpeza. Mes que vem vou conhecer a Alemanha!
Meu amigo Rogerio Augusto ja conheceu a Belgica, Londres, Italia, Amsterda, Escocia, França, Egito, Israel, Grecia - uffa - e morou muitos anos nos EUA. Por que não querer que nossa cidade tenha o melhor desses lugares? Eu queria que Piedade fosse uma cidade japonesa. Queria que o Rio de Janeiro tivesse a estrutura para prevenir catastrofes como o Japão tem. Meu Deus, os japoneses vivem em cima de uma bomba natural. Terremotos, Tufões, Tsunamis. Vivem numa ilha cercada por agua. Não tem fronteiras e nem agua potavel brotando da terra. E talvez por isso, sejam tão unidos no sentido de cuidar de seu habitat. 98% da população recicla e separa corretamente seu lixo e não corre o risco de causar enchentes por entupimento de bueiros, viu, seu Zé? Eu acho admiravel as pessoas recolherem o cocô de seus cachorros e infelizmente, muitos japoneses jogam bituca de cigarro no chão, mas TODOS respeitam os não fumantes.
Mas o que quer dizer Doriana?
Acho que o Zé quis dizer que as propagandas da marganrina Doriana sempre mostravam a familia perfeita, reunidos para tomar cafe. Felizes. Despreocupados. Melosos - manteiga derretida.Vida perfeita.
Minha familia - ainda bem - é uma familia Doriana.
Não é uma Brastemp, mas a gente se vira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário