quarta-feira, 20 de abril de 2011

Child Safety Harness: nome chique para coleira

Pode ser meio chocante a principio, mas pensando na segurança das crianças, não acho que seja uma medida abusiva. Eu já "perdi" o Lucas dentro das Pernambucanas quando ele tinha uns 2 anos. Ele se escondeu embaixo de uma arara de roupas e quem conseguia encontra-lo? Depois de alguns minutos, o medo toma conta da gente e não conseguimos raciocinar. Pensamos mil coisas nesse momento. Será que saiu para a rua? Será que alguem o levou? Quando o panico tomou conta de mim, comecei a gritar por ele, e o danado saiu sonolento debaixo das roupas, tava cansado de esperar e adormeceu.  Não briguei com ele, pois a culpa tinha sido minha. Crianças não se perdem, os pais é que os perdem.
Alguns anos atras, vi uma criança com seu avô no shopping, usando um desses cintos. Eu entrei em choque! Achei um absurdo, o Beto achou ridiculo.

Hoje penso diferente e lembrando bem da cena, o avô era um senhor de idade, o menino parecia uma espoleta, correndo de um lado para o outro, puxando o avô e rindo. Se o menino não estivesse com o cinto, seria impossivel o senhor acompanha-lo. Jamais poderia sair sozinho com o neto, imagina se ele cai na escada  rolante ou desaparece?
Usado com responsabilidade e amor, visando a segurança e nunca o controle, é um meio de proteger.
Quando eu tinha uns 6 ou 7 anos, andava segurando o passador de cinto do meu pai, tinha que andar rapido e lembro que os dedos doiam, ficavam adormecidos. Eramos 4 irmãos; a Katia no colo, Edna segurava a mão, eu no passador de cinto e Silvio a frente.
Amanda e Lucas - meus filhos - nunca soltavam das nossas mãos e saiam correndo, eram obedientes e não davam trabalho durante os passeios ou compras.


Pais sem autoridade, estressados, autoritarios ou intolerantes 

O problema é se os pais encararem como forma de controle. Antes de postar, fiz algumas pesquisas e infelizmente isso tem acontecido com frequencia. Uma mãe estava com a filha no shopping e quando ela caiu, a mulher a puxou e mandou que se levantasse. Outra estava na fila do caixa num supermercado; a mãe mandou a criança ficar sentada no chão esperando.

Não é o que parece

Olhe essas fotos. Parece que o cachorro está sendo amordaçado porque é bravo ou porque seu latido está incomodando.
Eu pensei isso e xinguei tanto essa mulher! Vi as imagens e tirei conclusões erradas. Na verdade, ela é veterinária e está imobilizando o cão para medica-lo.



Esse dá medo até de chegar perto. Parece um cão enfurecido prestes a atacar alguem.
Pela explicação, o dono esta zelando pela segurança dele e das pessoas. Se um outro cão passar por ele, não vai latir e assim não havera confronto. 

Rodrigo, num episodio de Malhação
É ficção, mas pode se tornar realidade. No episodio, o Rodrigo não conseguia se controlar e resolveu usar a focinheira pra não beijar a Tati.
O perigo é os pais usarem o child safety harness na primeira infancia e essa focinheira na adolescencia.



2 comentários:

  1. O uso da focinheira é para que o animal não agrida ninguém. A focinheira utilizada impede a transpiração do animal, já que a transpiração em cães se dá pela língua e pelas patas. Um absurdo o uso deste tipo de equipamento em passeios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, parece ser bem desconfortável para ele. Vou pesquisar quem é o fabricante, ver se ele tem alguma explicação para o modelo.

      Excluir