domingo, 21 de outubro de 2012

Quinta Semana

A temporada zumbi acabou.
Ficar sozinha me fez bem, até perceber que eu estava me acostumando a ficar bem. Ficar sozinha me trouxe momentos de relaxamento, tranquilidade, serenidade. Claro que fiquei com medo! Mas fui aprendendo a controlar, deixando luzes acesas, não esquecendo de trancar portas e janelas. Me alimentei direitinho, pelo menos nas duas primeiras semanas, rs.
Eu era muito controladora, medrosa, preocupada. Exigia que o Beto e o Lucas me ligassem toda vez que saíam. Eu queria saber onde estavam e com quem estavam, não por ciúmes, mas medo de acontecer alguma coisa e eu não saber onde estavam.
Quem mora no Japão, DEVE se preocupar com terremotos, tufões e maremotos.
Então aproveitei esse tempo em que não precisava ficar grudada no celular pra relaxar. Se acontecesse esse terremoto que todos esperam e temem, eles estariam a salvo no Brasil.
O ser humano tem capacidade de se adaptar a qualquer lugar e situação. E se acomodar. E aceitar.
Eu estava me acostumando a chegar em casa e encontrar tudo no lugar, a ver meus seriados e ter pleno controle sobre a TV. No post anterior, listei 10 coisas boas de morar sozinha, não fui muito convincente, mas a verdade é que nunca fiquei sozinha por tanto tempo. Pode ser bom morar sozinha e não viver sozinha. Eu não tenho amigos de farra, aqueles que te convidam pra toda e qualquer festa; aqueles que se lembram de convidar você para toda viagem de férias; aqueles amigos que você convidaria pra serem seus padrinhos de casamento. Pelo menos aqui no Japão, não.
A vida de estrangeiros é meio superficial, acho. Meio fantasiosa. Acredito em amizades verdadeiras, mas pouco duradouras. Tive experiencias bem amargas, por isso me fechei um pouco. Quando comecei a abrir o coração, levei umas facadas que doeram! Mas isso é conversa pra outra hora.
Sexta feira trabalhei normalmente - ou quase. Na saída, liguei para o Beto pra saber se já tinham chegado em Osaka. Combinei de ir buscá-los em Kariya, junto com a Lika.
Quando os dois chegaram em casa, eu estava no hall esperando. Beto me abraçou e me deu um beijo. Foi meio estranho, meio sem jeito.
O Lucas me abraçou e me ergueu e me beijou e me carregou até a sala. Perguntei se tinha sentido a minha falta, ele disse SSSIIIMMM.
Foi falando e tirando as coisas da mochila. Os amigos o estavam esperando no parque e ele foi pra lá, matar a saudade. Voltou de madrugada e pela primeira vez não fiquei grudada no celular e não esperei ele voltar, acordada.
Acho que estou superando a Síndrome do Ninho Vazio, um dos sintomas da Menopausa.
E assim, termino o Diário das Cinco Semanas.
Não sei se tudo vai voltar ao normal e nem sei se quero que volte, mas com certeza, aprendi muito nessas 'férias forçadas'.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Quarta semana

Continuando a Semana Zumbi, não fiz nada ou não me lembro de ter feito nada, a não ser ficar em frente ao computador vendo seriados online e comendo besteiras - chocolate, bolacha, comida instantanea...
Fiquei pensando... Como deve ser triste morar sozinha! Chegar em casa e encontrar silencio, luzes apagadas, casa bagunçada, roupas espalhadas, portas de armário abertas, louça na pia...
Passar o dia de pijama... Sem ninguém pra conversar ou reclamar da vida... Comprar comida de farmácia... Conversar com os atores de seriados. Chorar...
STOP!
VOLTA A FITA.
Essa é a descrição de uma pessoa deprimida e não de uma pessoa que mora sozinha!
OK! Morar sozinha tem suas vantagens. Quais? Hummm...

  1. Pode andar pelado pela casa. Não precisa sair correndo pela casa, pode andar calmamente. Não precisa se preocupar em esconder os pneuzinhos. Mas se as cortinas estiverem abertas e alguém te ver, cave um buraco e se enterre. 
  2. Beber refrigerante direto da garrafa. Hahahahahaha, eu faço isso, mas escondido.
  3. Se não arrumar a cama de manhã, ninguém vai reclamar. Mas não vai ser a mesma coisa que encontrar a cama arrumadinha, cheirosa, confortável e acolhedora.
  4. Comer bolacha no café da manhã, almoço e jantar sem ninguém te obrigando a comer alface. Mas depois não reclame se virar uma bolacha - recheada!
  5. Falar com as paredes. E com o shampoo. E com o guarda-roupa. E com a tartaruga que te responde com aquele olhar "você tá falando comigo? Tá louca?"
  6. Fazer exercícios - pedalar, caminhar, respirar ar puro. É muito legal equilibrar sacolas de supermercado na cestinha da bicicleta e nos dois guidões (palavra esquisita, é assim que fala?). É mais legal ainda quando começa a chover e você não enxerga nada por causa dos pingos da chuva nos óculos. Maaais legal que isso, só subir os 4 andares com as sacolas, chegar na porta do apartamento e procurar pelas chaves na bolsa - que ficaram na bicicleta.
  7. Ter a cama todinha pra se esparramar, esticar as pernas, os braços e dar de cara com o outro travesseiro... vazio.
  8. Ter um prato, um copo, um garfo, uma colher pra lavar. Economia de água e detergente.
  9. Ter uma calcinha, um par de meias, um sutiã, uma calça, uma camiseta pra lavar. Desperdício de água, sabão e amaciante pra encher a máquina.
  10. Não consigo pensar em mais nenhuma vantagem em morar sozinha, mas deve ter muito mais, só não consigo me lembrar agora.
Essa semana, comi no refeitório da fábrica, estava muito ansiosa pela chegada dos dois, acordei atrasada na quarta feira e tive que ir de carona com o tantousha ( não sei como explicar em portugues, é o nosso tradutor, agenciador).
No domingo, dia 7, o povo foi na praia. Primeira vez da Laís na praia. Imagino a alegria e o susto dela ao ver tanta água. Amanda me mandou dois vídeos dela. O primeiro, ela correndo para a água. O segundo, ela correndo da água, chamando pelo vovô, falando "vovô, não gostei da água".

Foi muito difícil o beto deixar a Laís...

Queria ter estado lá com eles...

Gangnam Style feat Laís




Falta pouco!

domingo, 14 de outubro de 2012

Terceira semana

Bom...
A terceira semana forever alone passou tão rápido e tão sem novidades que nem tem o que falar.
Minha 'ração' está no fim, sobrou 2 saquinhos com bife e 1 saquinho com carne moída . Passei a semana comprando comida de farmácia e me desculpem, mas NÃO SEI ONDE COLOQUEI AS FOTOS, não sei se deletei sem querer, não me lembro se tirei com a camera ou com o iPad, simplesmente não me lembro o que eu fiz com as fotos!
Foi realmente uma semana zumbi.
Limpei a casa, arrumei os armários, ajeitei o quarto do Lucas.
Então... é isso.
Terceira semana letárgica. Terceira semana zumbi. Terceira semana passou e eu não vi.
Pra não ficar muito sem graça, vou postar uma foto de uma sopinha que tomei durante essa semana, que é da Primeira Semana.

Tomei sopa instantanea - abóbora, queijo, cogumelo -, arroz instantaneo - curry e cogumelo ao molho de tomate -, lamen do Sugakya, aquele que coloca na água fervente e cozinha 3 minutos. Muitas bananas. 
Ah! e tomei duas garrafas de coca-cola, em tres semanas! 

domingo, 7 de outubro de 2012

Segunda semana


O casamento da Valéria foi no sábado e pelo que me contaram, foi muito bonito. O Beto ficou muito ansioso e disse que ficou tremendo até a entrada. Amanda disse que, quando ele e a Valéria passaram pelo corredor, a Laís ficou gritando "Vovô! Vovô!" e ele nem tchum! Passou direto. Ah, Mazinho...




Esta semana trabalhei durante o dia.
Foi mais fácil do que pensei, não fiz hora extra, a casa vazia, só pra mim. As noites claras, porque dormi com a luz acesa nas duas primeiras noites. O resto da semana, com a luz do corredor acesa, pra evitar tropeçar nos tapetes, quando fosse na cozinha ou no banheiro.
Comi direitinho, seguindo a ordem da 'ração'. Não tomei coca-cola.
Sem muito o que contar.
O bordado está praticamente terminado, só faltando o acabamento e as fitas. E comprar a máquina de costura. A minha, que está no Brasil vai ficar lá, o Beto não quer trazer porque acha que vai quebrar durante a viagem.
Quinta feira, a Jandira e a Fernanda vieram em casa fazer a "Casa da Paz". Contei como foi essa visita no blog www.thebeautygeek.net, mas está programado para ser publicado ainda. Então postarei só a foto e uma prévia.

Gente, sabe quando você passa o dia todo ansiosa, porque vai receber visitas e fica ajeitando almofadas? Verificando se tem papel higiênico no banheiro, se a toalha do lavabo está limpa? Eu não costumo receber muitas visitas em casa, exceto pelos amigos do Lucas que migram pra cá às vezes. Mas isso não conta porque a visita é pra ele. Pois bem! Duas pessoas marcaram visita para falar de um projeto muito legal, a 'Casa da Paz', não vou entrar em detalhes, talvez em outra oportunidade.
Não sei se é porque meu marido e filho foram ao Brasil a passeio e to me sentindo meio abandonada.
Fiquei pensando o dia todo o que fazer. Elas viriam às 8h da noite. Servir um jantar? Um lanche? Suco, refrigerante, cerveja? Cerveja não, doida!


O final da história, você confere daqui a alguns dias, eu volto pra contar o dia da publicação!

Bom, os dois, apesar da saudade, estão se divertindo.
Eu também estou me divertindo:

  • Lavando roupa, que mal enche 1/2 balde;
  • Cozinhando e lavando a louça - 1 copo, 1 prato, 1 garfo, 1 panela;
  • Varrendo a casa e pegando só os fios do meu cabelo - isso não mudou nada, porque só meu cabelo cai;
  • Vendo TODOS e SÓ os programas de tv que eu gosto;
  • O notebook SÓ pra mim;
  • Dormindo e acordando sozinha - ó dó!
  • Alimentando e dando banho na Tusha. Agora ela gosta de mim;
  • Trabalhando - mas... eu já fazia isso;
  • Sem mais.
Pode chorar! Eu também estou com pena de mim.
Brincadeira!


Eu estou morrendo de saudade dos dois, mas eu também precisava de um tempo só pra mim. Um tempo pra fazer as minhas coisas.
No sábado, fui fazer umas compras pra Amanda- de bicicleta. Perguntei o caminho pra ir até lá e o Beto falou "vira no Aoki Super e vai embora! Dá uns cinco minutos de bicicleta". Fui embora mesmo! E fui pensando... se eu conseguir chegar lá, não vou conseguir voltar. P* lugar longe!! De carro eu já achava, imagina de bicicleta. Quando a gente abre as asas, pensa que pode voar longe.
Voltei com a cesta da bicicleta cheia de sacolas e ainda passei no Aoki comprar pão... e coca-cola. Eu menti lá em cima. Tomei coca-cola. Tomei muita coca-cola.
No domingo, fui a um churrasco em Arai, eram 4 aniversários em 1. Como eu só conhecia um dos aniversariantes, levei presente só pra ele, um cd do João Gilberto.
Eu não ia, teria que ir de trem até Toyohashi e os pais da Lika me pegariam lá, ou pegaria carona com a Solange. O Edson disse que ela me ligaria pra combinar e esperei o dia todo pela ligação. Desisti porque achei que ia ser muito cansativo, que teria de desviar o caminho de um dos dois, eu não conhecia ninguém e porque tinha que fazer um pedido para Amanda pela internet, tirar fotos do que comprei no sábado e editar, depois montar o álbum e me conhecendo, ia levar o dia todo fazendo isso.
Sábado à noite ela me ligou e não tive como dizer não. E foi bom não dizer não.

Há pessoas que são fotogênicas e há pessoas que não são. Eu me enquadro no segundo grupo.
Na tenda ao lado, estava um grupo de japoneses que comemoravam o aniversário da amiga. Atraídos pela música - que estava tão alta que não sei como, não atraiu raios e trovões - eles foram chegando , chegando e acabaram na mesa do bolo.





 

Muito legal saber que os japoneses procuram interagir conosco e fico triste por não termos sido os primeiros a tomar a iniciativa.

Comprei dois produtinhos da Natura, um óleo Sève inverno e um fluido de massagem da linha Ekos.



O óleo ainda vai ficar guardado, pois o frio não chegou. Imagina passar pimenta no corpo num dia de calor? Vou sair ardendo do chuveiro!
Durante a gravidez da Amanda, usei muito o Sève de Amendoas, apesar de ter o cheiro bem forte, era uma delícia! Deixava a pele macia, cheirosa, com vontade de me abraçar o dia todo. Eu ficava cheirando o ombro todo o tempo, só o ombro, porque com aquele barrigão, cheirar o joelho era uma tarefa impossível até para o contorcionista  do Cirque du Soleil.
Não vejo a hora do inverno chegar pra acender umas velas no ofurô, jogar umas gotinhas do óleo na água e ficar bem macia e cheirosa. E quente.



Fim da segunda semana

Aproveitando os momentos sozinha pra descansar. Foi uma semana pra relaxar.


Arai, um lugar muito bonito

E tinha muito azul, o que eu adoro!